Há inscrições abertas em evento(s) para este destino! Inscreva-se!

Vila de Paranapiacaba

Do Tupi Guarani, "lugar de onde se avista o mar", a vila ferroviária é uma verdadeira escola para quem quer começar a praticar cicloturismo!

A Vila inglesa de Paranapiacaba é uma região no topo da Serra do Mar, nos limites de Santo André, próxima a Mogi das Cruzes, fundada pela construção da primeira ferrovia do estado de São Paulo. Pedalar nessa região de Serra do Mar é muito agradável, desde o trajeto de 12 km da estação de trem mais próxima até a Vila, por uma rodovia sem movimento e com ótimo visual, até as trilhas em single track ou estradinhas de terra nas cercanias do local. A vila é famosa pela forte neblina de topo de serra que aparece quase que diariamente, ao final da tarde, dificultando a visão e fazendo sentir-se sobre as nuvens. Também há um mirante de onde é possível avistar a cidade de Cubatão e o Oceano Atlântico.

Como atrativos, além da maria fumaa, um trem de passeio que leva as pessoas pelos trilhos, há uma réplica do relógio Londrino Big Ben, um museu e muito verde em um nítido vale cercado de belas montanhas.

É possível chegar em Paranapiacaba pedalando desde São Paulo ou usando transporte público, de diversas estações, fazendo o percurso possível ser bastante variável. A vila foi fundada para absorver a produção de café que vinha do interior do Brasil (Minas Gerais, Rio de Janeiro e interior paulista), à época do ciclo cafeeiro, e se construiu sobre a antiga estação de trem, hoje só utilizada para passeios turísticos de maria fumaça. O café era encaminhado para o porto de Santos, onde seria exportado para a Europa.

Hoje, por meio dos variados caminhos possíveis, é possível explorar a vila, saborear a culinária local, ou visitar alguns dos eventos que ocorrem anualmente, dada a enorme receptividade da cidade. Congresso de bruxas, festival de inverno, festival do cambuci (fruta típica), entre outros festejos, são sempre motivo de cidade lotada e alegre. A cidade não dispõe de local para pernoite, mas há camping para quem quiser passar o final de semana.

  • Trecho Rodoviário (Anchieta) - 25km

São 30 km de acostamento rodoviário para quem quiser sair de São Paulo pedalando, mas não obrigatórios (consulte opções com tranporte).

  • Trecho Rodoviário 2 (Indio Tibiriçá) - 25km

A Rodovia Indio Tibiriçá e Caminhos do Mar são duas belas estradas infestadas de ciclistas, onde uma topografia bastante aprazível propicia um pedal leve e com muito vento no rosto. NAs paisagens é possível avistar o topo da Serra do Mar e diversas represas e riachos pelo caminho.

  • Caminhos do Sal (Caminho do Zanzalá) - 17km

Para quem gosta de uma rota cicloturística de nível fácil, com altimetria leve e pavimentação em terra vai adorar percorrer os 17 km do Caminho do Zanzalá, primeiro dos três trechos que constituem o Caminho do Sal, uma das últimas rotas cicloturísticas inauguradas em São Bernardo do Campo. O caminho passa por represas e mata atlântica, quase sempre em terra, na beira da Serra do Mar, conectando a Rodovia Caminhos do Mar e a Vila de Paranapiacaba. Vale percorrer os 15 km de Caminhos do Mar, uma rodovia onde há muito movimento de ciclistas durante os finais de semana com pavimento em asfalto e ótima altimetria.

  • Trecho Urbano (Paranapiacaba) - Km variado

 

Explorar a Vila de bicicleta é uma experiência à parte. Em poucas horas é possível conhecer todos os cantos, saborear um delicioso chocolate quente ou café, conversar com habitantes e visitantes, e ainda contemplar o clima inglês das construções arquitetônicas e das ferrovias, com uma réplica do Big Ben, o relógio londrino, em meio aos trilhos e à estação.

  • Trecho rural (arredores) - Km variado

 

Explorar as opções de rotas por terra ao redor de Paranapiacaba e algumas trilhas de single track (caminho estreito) é obrigatório para quem visita o local. A mata atlântica é densa e você poderá, com sorte, avistar espécies nativas pela natureza exuberante ao redor.

  • de 12 a 120 km
  • 1 a 2 dias

Pontos Turísticos

Mirante de Paranapiacaba

Ao chegar na cidade pela parte alta, é possível visitar um mirante de madeira que permite ver o Oceano Atlântico a mais de 650 metros de altura! Vale uma foto para registrar!

Museu Funicular

Operado pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, guarda um pouco da história da ferrovia com suas locomotivas, vagões, máquinas e ferramentas utilizadas na manutenção dos trens.

Igreja Bom Jesus de Pirapora

Uma graciosa igrejinha no topo da cidade, que parece posar para uma foto com a vila ao fundo do vale

Casa Fox

Duas casas de trabalhadores geminadas foram restauradas para divulgar as memórias individuais e coletivas dos moradores locais.

Museu Castelo

A construção de 1898 era a casa do engenheiro-chefe da ferrovia. Hoje abriga exposição permanente com móveis e peças que resgatam a história da ferrovia.

Atividades

Passeio de Maria Fumaça

Uma passeio de família pela verdadeira maria fumaça, com direito à classica buzina de trem e uma nuvem branca que sai da chaminé da máquina!

Pedalar pelas estradas de terra

As cercanias da vila ingles são recheadas de estradas de terra que levam a diversos lugares diferentes! Explorar esses caminhos é uma ótima pedida!

Alimentação

Refeição

Consulte as opções de alimentação para almoço e/ou jantar para este destino! Deixe o trabalho para nós e fique com a diversão pra você!

Outros

Aluguel de bicicletas

Você quer fazer essa rota, mas não tem sua bicicleta? Não tem problema! A gente aluga uma pra você sentir essa experiência!

Carro de apoio

Contrate um carro de apoio para você ter todo o conforto e segurança, além de mobilidade maior.

Fretamento de van

Para grupos de 5 a 13 pessoas, frete uma van e vá com seu grupo, com toda a exclusividade e conforto!

Fretamento de ônibus

Seu grupo é grande? Vamos todos de ônibus, com guias e bicicletas, além da certeza de uma viagem bem planejada!

O que levar

Itens Obrigatórios

  1. Capacete
  2. Óculos protetor (escuro ou trasparente)
  3. Câmara reserva

Opcional

  1. Capa de chuva
  2. Casaco leve
  3. Repelente
  4. Protetor Solar

Dicas Úteis

  • Leve casaco, o clima de serra pode enganar!
  • Capa de chuva é uma boa, já que clima de neblina é bem úmido
  • Repelente é um assessório recomendado
  • Experimente a cambuci, fruta típica da região
  • Se chegar pela parte alta, volte pela baixa, e aproveite a bela paisagem ao chegar à cidade!